O que deve saber antes de recorrer ao crédito

Contrair financiamento bancário tornou-se uma atitude normal um pouco por todo o mundo e muitos são aqueles que vêm este auxílio monetário como algo corrente de que se deve usufruir. Porém, a verdade é que o crédito é um compromisso sério que deve ser bastante ponderado, pois as implicações de tirar partido deste mecanismo sem que se possuam as condições adequadas podem ser absolutamente devastadoras, o que será fatal num momento em que a economia é desculpa para todos os ataques orçamentais perversos ao nível e qualidade de vida dos portugueses. Nesse sentido, apresentamos-lhe hoje um artigo no qual sublinhamos o que deve saber antes de recorrer ao crédito para que tenha atenção aos aspectos mais importantes que a este dizem respeito. Assim terá em sua posse toda a informação essencial para avaliar correctamente as suas hipóteses de subscrever este préstimo bancário sem que tenha de vir a comprovar da forma...

continuar a ler...

Crédito pessoal: propostas do mercado nacional

As medidas de austeridade impostas pelo Governo através do Plano de Estabilidade e Crescimento (PEC) obrigaram os portugueses a apertar (ainda mais) o cinto e as consequências traduzem-se muitas vezes na necessidade de recorrer a um financiamento extra para suportar as despesas, pois tornou-se mais complicado ultrapassá-las somente com o rendimento mensal. Porém, embora nem sempre o crédito seja a melhor forma de acabar com as dificuldades no que respeita aos gastos, poderá ainda assim representar uma ajuda preciosa em alturas de maior aflição. Quando o dinheiro não chega para liquidar as contas na totalidade, sobretudo nos períodos em que surgem os custos com seguros, impostos e outros montantes com os quais é impossível falhar, um crédito pessoal poderá ser a tábua de salvação pela qual se esperava. Contudo, há que ter em conta que só mesmo em último caso se deve recorrer àquele, porque apesar de deixar alguma margem...

continuar a ler...

Crédito Pessoal Credibom

Nas propostas livres de complicações do crédito pessoal, a Credibom tem disponível um conjunto de soluções dirigidas a diversas finalidades, desde o sector auto às desejadas respostas para dar conta daqueles gastos mais substanciais na área da habitação. É, aliás, esta variedade, que concede à actual alternativa daquela entidade, a sua característica de maior destaque. No financiamento a particulares da Credibom, o Crédito Lar é um dos produtos com as condições mais flexíveis, possuindo um grau de adaptabilidade a considerar. Seja através da modalidade “clássico” ou “0% juros”, o presente auxílio monetário permite que este se adapte a diferentes circunstâncias e possibilidades, tornando-se numa oportunidade de bom nível para quem tenha um orçamento menos abonado, dado que existe a hipótese de criar um plano totalmente personalizado, não se perdendo a totalidade das vantagens oferecidas com o produto. Quem optar pela Solução Lar tem à sua espera um crédito que vai desde os...

continuar a ler...

Crédito Pessoal ExChange

Marcado publicitariamente como um financiamento sem perguntas ou explicações, o novo crédito pessoal Exchange oferece a oportunidade de apoio na totalidade do capital e taxação abaixo dos 28.90 por cento, tendo cada um deles um plano de pagamentos diferencial e a ocasião de usufruir de outras mais-valias específicas desse auxílio económico-financeiro. O quadro que marca a distinção dos custos e créditos encontra-se dividido em três escalões. O primeiro vai desde os 500 aos quatro mil euros, o segundo dos cinco mil aos 10 mil euros, terminando com o terceiro e último, compreendido entre os 11 mil e 20 mil euros. A diferenciação ocorre essencialmente ao nível dos prazos de pagamento e valores de tributação, sendo os restantes pressupostos semelhantes para todos aqueles. Para quem necessita de um financiamento até quatro mil euros, o número de mensalidades vai desde as 18 às 59, com Taxa Anual Efectiva Global (TAEG) de 28.5 por cento...

continuar a ler...

Crédito Pessoal Finibanco

No sector do crédito, uma das melhores propostas é a do Finibanco. A empresa apresenta um financiamento a 100 por cento com taxação inferior nove por cento e até sete anos para liquidar os valores solicitados, o que é assumidamente uma alternativa que vence de imediato grande parte das existentes no mercado nacional. Ao subscrever o crédito pessoal multiusos do Finibanco é possível obter até 30 mil euros de empréstimo para quaisquer finalidades. Independentemente daquilo em que se deseja aplicar a verba, aquela entidade credora assegura a abrangência neste crédito específico, facultando ainda a hipótese de os juros serem cobrados a taxa fixa (dependente de análise à situação do cliente) ou variável (indexada à Euribor a três meses, com acréscimo de spread variável). No caso de um auxílio limite, ou seja, de 30 mil euros, o candidato de 30 anos poderá tirar partido de uma Taxa Anual Efectiva Global (TAEG) de 8.876...

continuar a ler...

Crédito Pessoal Santander Totta

O Santander Totta, uma das mais respeitadas e prescritas entidades bancárias nacionais, encontra-se actualmente no sector do crédito pessoal com uma proposta onde se destaca essencialmente a possibilidade de avultadas amortizações, com limite de até dois por cento do montante requerido, o que representa uma grande mais-valia em relação a outras alternativas disponíveis presentemente neste sector financeiro nacional. A proposta do Santander Totta faculta apoio num máximo de 50 mil euros e com prazos de pagamento até 84 meses, com taxas indexadas inferiores a 18.100 por cento. Neste seguimento, por exemplo, para um empréstimo modelo de 30 mil euros a 60 mensalidades, é aplicada uma Taxa Anual Efectiva Global (TAEG) de 18 pontos percentuais e respectiva Taxa Anual Nominal (TAN) de 14.5 por cento, havendo ainda a possibilidade de activar a opção extra de valor residual até 35 pontos percentuais, independentemente da verba solicitada. De acordo com a tributação aplicável, para...

continuar a ler...