Crédito pessoal com problemas bancários

As alternativas de financiamento individual são cada vez mais variadas mas a probabilidade de se ver aprovado um empréstimo tem vindo a reduzir-se significativamente em virtude de os clientes que solicitam este género de apoio monetário nem sempre reunirem as condições necessárias para que tal lhe seja concedido. Um desses obstáculos que impede dar “luz verde” a boa parte das requisições está ligado a dificuldades ocorridas na sequência de contractos anteriores, pelo que na eventualidade de este ser o caso em que se encontra lhe facultamos de seguida conselhos bastante úteis para que obtenha um crédito pessoal mesmo com problemas bancários e usufrua de todas as vantagens a ele associadas. Exponha a sua situação Ao dirigir-se às entidades financiadoras não tenha vergonha de explicar o cenário que levou ao seu incumprimento no passado. Procure ser transparente no que diz respeito aos motivos da falha de compromissos registada em tempos idos e certamente...

continuar a ler...

Pagar as férias a prestações

Um dos avanços mais significativos no financiamento a particulares foi sem dúvida a criação dos empréstimos, uma forma simples e imediata de colocar nas mãos do consumidor uma determinada quantia monetária para finalidades específicas a troco de compensação por esse adiantamento, os juros. Esse é precisamente o aspecto mais crucial deste produto nascido na banca, ao qual muito se deve o crescimento do volume de negócios no sector. Outro dos desenvolvimentos de salutar nesse particular foi o encetar da oferta concreta para os variados fins possíveis, desde a aquisição de habitação permanente à compra de carro ou início de empresa própria. No entanto, será no crédito para férias que nos focaremos no corrente artigo, pois em tempo de crise é sempre benéfico conhecer as oportunidades que temos à nossa disposição para sair um pouco da rotina e usufruir do merecido descanso após meses de árduo trabalho. Eventualmente já se terá deparado com...

continuar a ler...

Descubra como escolher um crédito particular

Os financiamentos concedidos são crescentemente escassos comparativamente aos registos do passado recente e as oportunidades de se ser um dos beneficiários é bastante reduzida. Ainda assim, os empréstimos continuam a ser “oferecidos” em larga escala, em Portugal, mantendo-se, por isso, a necessidade de os potenciais clientes terem de efectuar uma boa selecção para se conseguir o melhor negócio possível. A tarefa de perceber qual o financiamento mais adequado a cada situação não é simples. No entanto, está longe de ser impossível. Basta prestar atenção à publicidade e rapidamente se irá concluir que não faltam ocasiões de se obter o empréstimo desejado, contudo, e dada a variedade de alternativas disponíveis no mercado, como escolher um crédito particular? De que forma podemos usufruir de tal diversidade e sair a ganhar? Fácil. Seguindo quatro etapas elementares: pesquisa, identificação, avaliação e, finalmente, a subscrição. 1. Pesquisar O passo inicial consistirá numa pesquisa atempada tendo em vista...

continuar a ler...

Condições e custos de amortizar um crédito

Hoje em dia todos os cêntimos contam para manter o orçamento controlado. Por isso, há cada vez mais pessoas a imprimirem esforços no sentido de baixarem os custos associados a produtos ou serviços que tenham adquirido, entre os quais surgem desde logo os empréstimos, cuja principal via da redução de mensalidades passa pela amortização do montante em dívida. No entanto, esta operação implica alguns cuidados e tem naturalmente características próprias a serem respeitadas, incluindo, mas não se limitando, às seguintes três: 1. Condições de amortização do crédito Os contractos têm de referir obrigatória, clara e detalhadamente as circunstâncias necessárias para amortizar os financiamentos subscritos na cópia entregue ao cliente. Porém, cabe a este a responsabilidade de verificar, antes de firmado o acordo, se as comissões e/ou penalizações eventualmente aplicadas são legítimas, algo que poderá conferir através de uma consulta às secções informativas do Banco de Portugal (BdP) dedicadas ao género de empréstimo...

continuar a ler...

Saiba detectar burlas no crédito pessoal

Actualmente existe uma panóplia de alternativas dedicadas aos empréstimos individuais, tal como nos demais ramos desta categoria, mas por muito bom que isso seja há também o lado negativo da questão, ou seja, as tentativas de falcatruas que eventualmente podem surgir num momento de crise semelhante ao que se vive hoje em dia. Assim, manter o olho aberto para se evitar cair num desses esquemas é fundamental, pelo que frisamos no corrente artigo três dicas para que saiba detectar burlas no crédito pessoal. 1. Não ceda dados pessoais em situações de dúvida Qualquer entidade credível irá solicitar-lhe que faculte informações necessárias à avaliação e validação do contrato, no entanto, tais elementos devem ser fornecidos através de correio ou de forma presencial junto de representantes autorizados das empresas. Nunca exponha dados pessoais via telefone ou internet, sobretudo os mais delicados como o número de identificação fiscal (NIF), número de bilhete de...

continuar a ler...

Instituições financeiras de crédito

O mercado financeiro é um dos pilares do desenvolvimento económico de um país e devido a esse motivo existem responsabilidades acrescidas que lhe são imputadas, pelo que a regulação do sector é fundamental para evitar o abuso da importância que possui em benefício próprio. É neste cenário que entra o Banco de Portugal (BdP), instituição a quem cabe a supervisão das entidades que actuam nos mercados financeiro e bancário nacional. No que às instituições financeiras diz respeito, nomeadamente as instituições de crédito, sociedades financeiras e entidades prestadoras de serviços de pagamento, o BdP tem por missão zelar pela transparência e rigor da informação entre cliente e provedor do serviço ao longo de todo o processo, desde o anúncio à assinatura do contrato, bem como durante o fornecimento do produto ou serviço em concreto, procurando assim garantir ao máximo a igualdade de forças entre as partes envolvidas nas operações em causa. Com vista...

continuar a ler...