Crédito Pessoal

São hoje em dia bastantes as instituições financeiras que proporcionam uma linha de crédito pessoal. Estas possibilitam um financiamento versátil e poderá solicitar este tipo de crédito para todo o que pretender, sem qualquer exigência de justificação da finalidade do empréstimo. São também um tipo de crédito muito mais simples de obter. Normalmente apenas terá que assinar um contrato que inclui a Livrança e a proposta de adesão aos seguros.

Estes seguros são necessários para o caso de ocorrer qualquer imprevisto que o impeça de pagar o crédito até ao final. Alguns dos destinos dados a este crédito pessoal podem ainda ser dedutíveis fiscalmente no IRS, como por ex para questões de saúde.

Algumas das finalidades mais frequentes para que se pede um crédito pessoal são: despesas com saúde, despesas com formação profissional, realização de obras de remodelação em casa, aquisição de mobiliário ou electrodomésticos, compra de Automóvel, compra de equipamento informático, pagamento de impostos, despesas com viagens e muitos outros. Estas linhas de crédito destinam-se à concretização de todo o tipo de projectos que pretenda realizar.

O montante mínimo passível de ser solicitado para um empréstimo pessoal é normalmente 1000€. O montante máximo poderá ir até 30000€ dependendo da instituição financeira. Os prazos associados variam entre os 6 e os 84 meses. Algumas modalidades específicas de crédito pessoal podem no entanto ter prazos diferentes.

3 Comentários em “Crédito Pessoal”

  1. nuno
    29 Outubro, 2008 - 6:11 pm

    o que aconteçe se nao pagar um credito pessoal? quais os riscos que corremos


  2. Pirilampo Mágico
    17 Junho, 2009 - 11:39 am

    Concerteza que terás sempre de o pagar! Se não for agora será mais tarde, com juros, penalizações e despesas de tribunais englobados. Portanto paga e cala, para a próxima não o faças. Em Portugal toda gente acha que pode andar de carros novos, ter casas novas, etc… etc… e pagar quando puder! Os créditos pessoais deviam de simplesmente terminar e as pessoas viverem realmente do dinheiro liquido que têm.


Deixe uma resposta